Andrei Barros Correia em 31/05/11

Agora eu percebo as coisas. Fernando Henrique Cardoso, o Sábio, falava sempre em código, por Sábio, naturalmente. Deixava caírem gotas de sua sapiência, a serem recolhidas somente por iniciados que participassem do mundo da sabedoria e, portanto, pudessem decodificar a mensagem. Fernando Henrique é a figura que escreveu dois ou três livros postulando coisas difíceis […]

Continue lendo sobreFernando Henrique Cardoso, maconhófilo.

Andrei Barros Correia em 29/05/11

Parece-me perfeito, tecnicamente. Posts relacionados:Aula de ballet no Bolshoi, com Svetlana Zakharova.

Continue lendo sobreCarmen, um solo de Svetlana Zakharova.

Andrei Barros Correia em 29/05/11

Graça e força. Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreO Lago dos Cisnes, ato quarto, pas de deux com Fonteyn e Nureyev.

Andrei Barros Correia em 29/05/11

Para ver de olhos bem abertos. Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreClair de Lune, de Debussy. Sinestésico!

Andrei Barros Correia em 29/05/11

Música de Debussy, coreografia de Nijinsky, interpretação de Nureyev. Profundamente grego, no sentido de beleza como proporção justa. Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreL´Aprés-midi d´un Faune, de Debussy.

Andrei Barros Correia em 28/05/11

Pôr em segundo plano o ridículo de uma conduta de sedutor – mediante pagamentos – de um septuagenário de cabelos impecavelmente pretos, que ocupa o cargo de primeiro ministro da Itália, parece-me até uma salutar tolerância de quem não se baliza pelo moralismo pequeno burguês, tão forte nos EUA, por exemplo. Não significa, claro, achar […]

Continue lendo sobreDécadence sans élégance: Berlusconi.

Andrei Barros Correia em 27/05/11

O ser espanhol e, notadamente, andaluz, é algo peculiar, não que seja admirável ou execrável, mas é diferente. Lara captou isso claramente e diz mi cantar se vuelve gitano quando és para ti. Posts relacionados:Bulerias, por Camarón de la Isla e Paco de Lucia.Una buleria, por Paco de Lucia.Entre dos aguas, por Paco de Lucia.

Continue lendo sobreGranada, de Agustin Lara, por Paco de Lucía.

Andrei Barros Correia em 27/05/11

Interessante é perceber Camaron, à esquerda de Paco, observando atentamente. Posts relacionados:Bulerias, por Camarón de la Isla e Paco de Lucia.Granada, de Agustin Lara, por Paco de Lucía.Entre dos aguas, por Paco de Lucia.

Continue lendo sobreUna buleria, por Paco de Lucia.

Andrei Barros Correia em 27/05/11

Há quinze anos, mais ou menos, assobiava essa canção, depois do almoço, em casa de um tio meu. Era hora do café, que tomávamos na biblioteca. Ele me disse: pára isso, Andrei, essa música é bonita mas é muito triste…Verdade. Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreSous le ciel de Paris, por Piaf.

Andrei Barros Correia em 25/05/11

Fantástico! É precisamente esse o mecanismo que pôs não só os norte-americanos de joelhos, mas boa parte do mundo. Não é o Estado norte-americano quem imprime dólares; não é o Estado norte-americano quem empresta esses dólares ao governo e aos demais tomadores. É um sistema privado, o FED, que tem o Estado, o povo, os […]

Continue lendo sobreThe american dream, de Ted Lumpkin e Harold Uhl.