Andrei Barros Correia em 27/08/11

Aconteceu um episódio que mistura patifaria e ridículo, em doses imensas. Um repórter da revista Veja – o maior lixo editorial brasileiro com pretensões informativas – tentou invadir o apartamento do Zé Dirceu, no hotel em que ele hospeda-se, em Brasília. Sim, o fulano tentou enganar a camareira, dizendo-se o hóspede daquele apartamento e que […]

Continue lendo sobreZé Dirceu mete medo na Veja.

Andrei Barros Correia em 23/08/11

Três livros seguidos de Foucault – o último ainda não terminado – afastaram-me dos prazeres da ficção e da narrativa não ensaística. Eis que uma conversa com Bebé e Cacá fez-me conhecer a obra do título. Depois que eles falaram do livro, fiquei realmente interessado, porque tudo indicava ser bastante interessante, e é. Comprei o […]

Continue lendo sobreLampião corpo fechado. Um livro de Ivonaldo Guedes.

Andrei Barros Correia em 22/08/11

Um resquício interessante de positivismo é o discurso que aponta os problemas de gestão como pontos centrais. Quase cento e sessenta anos depois do surgimento da ideologia que aceitava ser chamada assim, ela continua a servir de mote aos que chamam atenção para os detalhes e – agora – não querem ser classificados como ideológicos. […]

Continue lendo sobreSaúde pública e o lugar-comum do problema de gestão.

Andrei Barros Correia em 18/08/11

Obama não quer ficar assim… O título é assim mesmo, sem interrogação. Primeiro, não visa a provocar falso suspense; segundo, sabe-se, pelo menos, porque mataram Kennedy, o que abrevia a questão de quem o fez. Como não foi acidente, nem obra de Lee Oswald, evidentemente, a questão é por que e não exatamente quem. E […]

Continue lendo sobreQuem matou Kennedy.

Em Esparta, a educação era dura para quem a tinha. Dez ou quinze por cento da população tinham que dominar os restantes pela espada. Eles, os espartanos, eram retirados de suas famílias muito novos. As mães, ao entregarem seus filhos à educação estatal, davam-lhe o escudo e a espada e diziam-lhes para retornarem, ou com […]

Continue lendo sobreDavid Cameron e a degeneração da classe dominante. Ou, Menelau ao contrário.

Aconteceu qualquer coisa entre Dominique Strauss-Khan e a camareira Nafissatou Diallo, no hotel de múltiplas estrelas novaiorquino. Um estupro, um quase estupro, violência física… Há um processo pára apura-lo, porque acredita-se em processos para se descobrirem as coisas, embora sirvam pára construi-las e condenar alguém, que pode ser o autor ou o réu. De início, […]

Continue lendo sobreStrauss-Khan: a canalhocracia é moralista. E os fatos? Há fatos?

  Essa tabela, achei-a no blog do Brizola Neto, que sempre merece uma visita. Diz o que a maioria nega, porque a maioria alimenta-se de rede bobo e revista veja. A moda brasileira é falar mal da carga tributária. Até quem vive de predar o Estado, que vive da tal carga tributária, fala mal dela. […]

Continue lendo sobrePara o pessoal que reclama de carga tributária, por conta da Veja ou da Bobo.

Andrei Barros Correia em 14/08/11

É terrível que a ingenuidade afirmativa tenha-se tornado postura bonitinha, cool, como se diz em inglês. Digo afirmativa, com o qualificativo a distingui-la marcadamente, porque ela é o disfarce voluntário, ou seja, é a festa à fantasia. Agora, que temos um Ministro da Defesa que não trabalha para a Embaixada dos Estados Unidos da América […]

Continue lendo sobreBem mais que 36 Rafales e 05 submarinos…

Andrei Barros Correia em 14/08/11

Um tanto profético? Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreGuns of Brixton, por The Clash.

Andrei Barros Correia em 13/08/11

Trata-se de uma unidade que construirá à volta de 200 mil automóveis por ano, a partir de 2014. Empregará, diretamente, à volta de 3.500 pessoas. Implicará o surgimento de um pólo industrial, na divisa dos Estados de Pernambuco e Paraíba. Gerará uma imensa demanda por serviços, também. Mas, já tem muita gente achando chique falar […]

Continue lendo sobreNova fábrica FIAT em Goiana, Pernambuco.