Andrei Barros Correia em 29/02/16

Há um processo nítido de golpe de Estado, levado a cabo pelo conúbio entre a imprensa e o judicial. O segundo faz tudo para derrubar a Presidenta da República a partir de qualquer argumento, por mais pueril que seja, além de tentar a humilhação do ex-Presidente Lula e sua interdição política, também a partir de […]

Continue lendo sobreVariante da síndrome de Estocolmo.

Andrei Barros Correia em 20/02/16

Meu coração tem um sereno jeito E as minhas mãos o golpe duro e presto, De tal maneira que, depois de feito Desencontrado, eu mesmo me contesto Se trago as mãos distantes do meu peito É que há distância entre intenção e gesto, E se o meu coração nas mãos estreito Me assombra a súbita […]

Continue lendo sobreMeu coração tem um sereno jeito.

Andrei Barros Correia em 16/02/16

A maior expressão de poder é estabelecer as condições em que serão postos os discursos da pseudodivergência, que é um dos pilares do mito da imparcialidade. A imprensa majoritária – braço amigo do grande capital – conseguiu atingir este objetivo e domina integralmente o espetáculo do contrário aparente. Se eu ponho as balizas da discussão […]

Continue lendo sobrePseudodivergência: poder real.

Andrei Barros Correia em 01/02/16

Recentemente, falou-se da descoberta de uma carta manuscrita de Adolf Eichmann para o presidente de Israel na época de seu processo de eliminação física. Por meio desta missiva, Eichmann teria pedido para ser poupado do assassinato. Não sei se isto é verídico e não fui averiguar a tal notícia. Não sou dos que nutrem especiais […]

Continue lendo sobreDiscurso jurídico e farsa.