Andrei Barros Correia em 28/03/16

É péssimo escrever com advertências precedentes, mas é necessário em muitos casos. A indiferença real – a que aceita todas as consequências e não investe contra elas nem com frustrações mal dissimuladas – existe, mesmo rara. Precisamente por sua raridade, chamam atenção as manifestações da indiferença não de todo indiferente. Pode ser uma manifestação de […]

Continue lendo sobreA indiferença pode ser a pior tática oportunista.

Severiano Miranda em 27/03/16

Santa Teresa de Ávila. Vivo sem viver em mim, E tão alta vida espero, Que morro porque não morro. (…) Ai que longa é esta vida! Que duros estes desterros! Este cárcere, estes ferros Onde a alma está metida. Só de esperar a saída Me causa dor tão sentida, Que morro porque não morro. Ai, […]

Continue lendo sobreVivo sem viver em mim.

Andrei Barros Correia em 20/03/16

Dos líderes de oposição aos governos nacionalistas recentes o mais capaz é José Serra. Não porque ele seja viável eleitoralmente em nível nacional, mas porque é muito laborioso, tem interlocução direta com os interesses externos e com os chefes da imprensa mainstream brasileira. Ele é o político mais maquiavélico que se viu nos últimos quarenta […]

Continue lendo sobreO golpe será no congresso; seu líder é José Serra.

Andrei Barros Correia em 12/03/16

Essas frases musicais geniais têm trezentos e tantos anos, devem-se a Bach. A interpretação do Jethro Tull é excelente, nada menos que isso. Posts relacionados:Bouree, de J. S. Bach, por Jethro Tull.

Continue lendo sobreBourée, por Jethro Tull.

Andrei Barros Correia em 12/03/16

Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreNever Marry a Railroad Man, por Shocking Blue.

Andrei Barros Correia em 12/03/16

Posts relacionados:Sem posts relacionados.

Continue lendo sobreVenus, por Shocking Blue

Andrei Barros Correia em 10/03/16

Acentua-se nas camadas médias da sociedade e principalmente naqueles instalados no serviço público a rejeição à democracia, seja explícita ou disfarçadamente. No estágio atual, as rejeições explícitas são minoritárias e isoladas em grupos extremistas de pouca elaboração narrativa. Prepondera a rejeição à democracia da maneira mais vil e desonrosa, que é mediante o disfarce e […]

Continue lendo sobreO monstro corporativo e a rejeição à democracia.

Andrei Barros Correia em 04/03/16

O golpe judicial-mediático segue um guia muito bem definido e hoje promoveu o sequestro do ex-Presidente Lula para humilha-lo. Falou-se em condução coercitiva para prestar depoimento à polícia federal. Ocorre que o sistema jurídico desconhece condução coercitiva de quem não se recusou a ir depor. Montou-se uma encenação digna de filme ruim de hollywood; uma […]

Continue lendo sobreO sequestro do ex-Presidente Lula.