Andrei Barros Correia em 21/04/16

Urubu tá com raiva do boi E eu já sei que ele tem razão É que o urubu tá querendo comer Mais o boi não quer morrer Não tem alimentação Não sei se Anauld Rodrigues e Chico Anysio, quando compuseram a letra cuja estrofe central está em epígrafe, tinham a percepção de quão genial ela é. […]

Continue lendo sobreO golpista envergonhado.

Andrei Barros Correia em 18/04/16

Como herança cultural e paradigma sempre invocado, a farsa dualista platônica nos teria bastado. Mas, a ela acrescentaram-se camadas de preconceitos semíticos e rudimentos de um teísmo de lei e tribunal. É claro que essa mistura fermentou bem e deu ao mundo nossa celebrada cultura ocidental. Tão evidente quanto o triunfo deste modelo são suas […]

Continue lendo sobreO proselitismo duelista.

Andrei Barros Correia em 12/04/16

Em 12 de outubro de 1936 dava-se a Festa da Raça, na Universidade de Salamanca, com a presença, entre vários outros, do Reitor Miguel de Unamuno, do Bispo de Salamanca Plá y Daniel, da senhora Franco e do general Millán Astray. Unamuno, convém aponta-lo, havia apoiado a invasão da República pelas tropas africanas do general […]

Continue lendo sobreVenceréis, pero no convenceréis.