Andrei Barros Correia em 30/08/16

Não disponho de conhecimentos em psicanálise freudiana e lacaniana que me permitam, nem me sugiram, falar de narcisismo sob esta perspectiva pura. Narcisismo, embora impreciso e ambíguo conceitualmente, será usado sem pretensões de rigor teórico, portanto. Identifico muito essa subjetividade narcísica com puerilidade, com desenvolvimento incompleto das pessoas mental e corporal. Pode ter algo a […]

Continue lendo sobreNarcisismo é a neurose do tempo espetacular.

Andrei Barros Correia em 15/08/16

A regra do jogo está dada há mais de dois mil anos; o neo-platonismo do cristianismo nascente consolidou-a com o matrimônio de helenismo tardio mistificante e judaísmo. Essa é nossa condicionante mais ampla e, dentro dela, o moralismo a mais presente. A perplexidade de muitos com o golpe de Estado acontecido no Brasil, a vitimar […]

Continue lendo sobreMoralismo, a condição da pendularidade.

Andrei Barros Correia em 08/08/16

Uma idéia inteligente pode ser enunciada como pérola de hipocrisia, se forem relativizadas as condicionantes históricas que gravitam em torno a ela. Os tempos presentes fornecem um exemplo: o esgotamento de recursos naturais do planeta e a degradação de qualidade de vida e o que seriam causas e soluções. A degeneração das proposições encontra-se com […]

Continue lendo sobreEmpobreçam, pelo bem do mundo!